PROJETO DE CURTAS – O INÍCIO

 

Há quem diga que houve um tempo em que os jovens tentavam mudar o mundo com as armas, enquanto outros tentavam mudar com uma câmera.

E é partindo desse paradigma que nós, LEONARDO GROSSLA, YANTI SOUSA RITTA, CARLOS FELIPE ZAVARIZE e FÁBIO ALMEIDA, relataremos nesse blog – ao longo da cadeira de Estágio em Multimeios da UNISINOS – a jornada de Pedro Foss e sua equipe, da mesma Universidade, em fazer cinema.

Fazer cinema, sempre pareceu algo distante, caro e inacessível para alguns. Principalmente num pais como o Brasil, com baixos índices de apoio e grandes dificuldades na distribuição. Porém, bastou força de vontade, para que Pedro Foss e sua equipe provassem que é possível fazer audiovisual com qualidade, baixo orçamento e de repercussão, dentro de uma Universidade.

Foi apostando na produção de curtas-metragens, que o projeto foi crescendo cada vez mais, e ganharam um notório prestigio ao reunir o melhor elenco já visto numa produção de cinema universitário no sul do Brasil. Não demorou muito para Pedro Foss estampar os principais jornais do estado, revistas e sites nacionais.

Em março de 2003 começou a ser produzido “O Mal de Sanderpyl”, curta-metragem que daria continuidade a todo o conjunto de uma obra estrelada por celebridades da TV e do cinema nacional.

sanderpyl-copia1

Estrelado voluntariamente por Werner Schünemann, Oscar Simch (do filme “Olga”) e pelo cantor Duca Leindecker (Cidadão Quem), o filme disparou rumo ao Festival de Gramado.

Na trama, Laura Sanderpyl vê seu mundo desabar, quando sua mãe passa a tratar uma boneca como bebê. Desesperada, ela recorre ao professor de psicologia da Universidade, porém as coisas complicam quando a sua mãe parece estar com a razão.

O filme ganhou os prêmios, de melhor curta gaúcho, melhor roteiro e diretor na Mostra de Cinema Mário Quintana.

Na seqüência, em 2004, foi rodado a trama policial “O Caso Linbol”, estrelada por Zé Victor Castiel, Daniela Escobar e Felipe Finken (Malhação).

linbol

Na trama, uma aluna prodígio de medicina acusa um dos professores de homicídio. Desde então, se vê em um labirinto do medo, sem saídas.

Já em 2005, foi a vez de Ingra Liberato, Felipe Sequeira (Chiquititas) e do top internacional Juliano Zanata, estrelarem o horror psicológico “Sindrome de Parru”.

parru

Rodado na biblioteca da Unisinos, o filme narra a história de Ana, uma bibliotecária, que após perder o noivo de forma misteriosa, passa a ter estranhas visões do mesmo. Desesperada ela recorre a uma pesquisadora da Universidade, que tenta auxiliá-la. Mas ambas não imaginam estar prestes a atravessar as fronteiras do real, onde quem possui, nunca perde quem o fez possuir.

No mesmo ano, foi rodado “Sozinho”, curta-metragem metalingüístico, relacionado a família e a vontade de um adolescente em fazer cinema num lugar sem incentivos. Participação especial de Regina Casé, Bruno Garcia e Camila Pitanga. No restante do elenco o repórter da RBS-TV Felipe Bueno e a top model Renata Mozzini.

sozinho

“Sozinho” tem o trailer mais assistido (de todo o projeto) no site youtube.

Mas foi em 2006 que veio o reconhecimento nacional, com “A Última Onda”. Considerado pela imprensa gaúcha, o curta-metragem mais comentado do ano, o filme relatou a morte de surfistas em redes de pesca no litoral norte do RS. Estrelado por Paulo Zulu, e pelos globais Nívea Stelmann e Nelson Diniz, o filme foi rodado no RJ, SC, RS e Hawaí.

onda

A produção foi lançada no Surf Beach Show, em SP, e na seqüência seguiu rumo ao ASR San Diego, Califórnia – EUA. Estampou revistas como Fluir, Hardcore, além de sites como waves.terra, globoesporte, surftotal, entre outros. Foi exibida pela Sport TV.

Mas só em 2008, que a equipe travou uma discussão, com o polêmico curta-metragem “Barros”, que apresentou uma Lagoa dos Barros, onde nenhum ser vivo, sai com vida. Estrelado por Maitê Proença, Lú Adams (apresentadora da RBS-TV), Guilherme Roth (medalhista nacional de natação) e Fernando Jorej (“Ilha da Sedução” do SBT).

barros

O filme estampou matérias de destaque em jornais como ZERO-HORA e O SUL. Além de ter sido exibido com êxito de audiência, em horário nobre, pela televisão gaúcha.

“Algumas pessoas da região da Lagoa, criticaram a produção por relatar um fato falso, porém não se deram conta que não estamos rodando um documentário. Nosso filme é ficção, e tem o propósito de assustar mesmo.” Salientou um dos integrantes da produção.

Por fim, em 2009, foi produzindo “Pseudo”. Indicado ao Festival de Gramado 2009.

pseudo

“Pseudo” aborda, entre outros assuntos, a mitomania. Uma compulsão mórbida pela mentira.

Estrelado por Sheron Menezes, Cláudio Heinrich e Fátima Montenegro (da minisérie Maysa) .

Na trama, Marla (Sheron Menezes)  é uma design de interiores que acaba sendo contratada por Joaquim (Cláudio Heirich), para decorar o quarto do filho de doze anos, um premiado surfista mirim. Segundo Joaquim, uma surpresa que pretende fazer ao filho, que passa férias no acampamento de verão.  As coisas vão bem, até Marla descobrir que o garoto faleceu há alguns anos. Uma vítima fatal da violência gerada por conta do localismo. Confusa com a situação e com o estado psicológico daquele pai, que espera pela volta do filho, Marla resolve pedir afastamento do projeto.  Porém as coisas complicam quando ela mesma passa a ver o garoto.

Em 2010, será lançado “Uma Visita à Holliweger”. Adaptação pro cinema, de um dos casos mais assustadores envolvendo morte de crianças no sul do pais.

Na trama, Lucélia Santos vive a Irmã Ana Holliweger, freira que alegou ser uma enviada de Deus, após a acusação de incendiar um orfanato nos anos 70, e matar mais de 40 crianças. Quase trinta anos depois, o passado volta e o presente revela o passado. Com Pedro Neschling.

Exemplo de que boas histórias podem ser contadas em alguns minutos. E é esse processo que será mostrado nas próximas publicações. Aguardem.

Anúncios

~ por pf em Março 6, 2009.

Uma resposta to “PROJETO DE CURTAS – O INÍCIO”

  1. Blog Fantástico parabéns!

    Sueli

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: